Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Submit Tirar Dúvidas

Gestão remota: 5 lições do mercado de Franquias

Gestão remota 5 lições do mercado de Franquias

Conduzir empresas e pessoas à distância pode ser uma novidade para muita gente, entretanto, no universo do Franchising, a gestão remota é o alicerce do funcionamento do negócio.

Uma Rede de Franquias pode ter sede no Sul do país, por exemplo, e Unidades trabalhando com excelentes resultados no Nordeste.

A eficácia deste modelo é baseada em algumas dinâmicas importantes, que podem ser aplicadas para melhorar a gestão remota em qualquer outro cenário.

1. Processos e padronização

Quem compra uma Franquia adquire o direito de utilização de uma marca e de um know how, comprometendo-se a replicar na Unidade os processos e padrões estabelecidos pelo Franqueador.

A definição clara de processos facilita o trabalho do líder e da equipe durante a execução de projetos geridos à distância. Mapear as tarefas e definir o modo como devem ser executadas facilita a autogestão e faz com que o líder precise ser acionado apenas para discutir os casos “que saem da curva”.

Mapear processos também é uma ótima forma de levantar possibilidades de atualização e melhoria. Identifique, documente e analise o fluxo de atividades do seu negócio/ equipe – esta dinâmica favorece a produtividade e resulta na excelência da gestão remota.

2. Tecnologia a favor da gestão remota

Chega a ser difícil imaginar um cenário propício para gestão remota sem o uso da tecnologia, que vai muito além de possibilitar a comunicação à distância.

Algumas das grandes Redes de Franquias desenvolvem softwares próprios para fazer a gestão dos indicadores e processos das Unidades, ou seja, organizar informações para que a Consultoria de Campo e a Franqueadora monitorem a saúde das operações.

Para quem não pode trabalhar com um sistema personalizado, algumas ferramentas podem ser úteis no controle de atividades e resultados, além de favorecerem uma rotina de interação entre o grupo.

  • XMind (mapear ideias e processos);
  • Trello (gerenciar tarefas);
  • Dropbox (armazenar arquivos na nuvem);
  • Everhour (monitorar horas trabalhadas);
  • 1Password (gerenciamento de senhas);
  • Asana (gestão completa de projetos);
  • Slack (comunicação entre o time).

Algumas destas ferramentas são pagas e possuem alternativas similares na versão gratuita. O importante é manter, literalmente, a “conexão” entre os membros do time.

3. Comunicação e transparência

No mundo das Franquias, um fluxo de comunicação contínuo e com informações confiáveis deve ser estabelecido entre Franqueador e Franqueado, mesmo considerando a distância.

Por isso, em qualquer outro modelo de gestão remota, a equipe deve receber dados em alinhamento com o propósito e objetivo da empresa e o líder deve estar sempre a par do panorama geral dos projetos.

O fluxo de informações contínuas e canais oficiais bem estruturados garantem agilidade e evitam ruídos. Certifique-se de que estes canais funcionam e são utilizados corretamente.

4. Controle de indicadores

Em uma Rede de Franquias, diferentes metas e indicadores são estabelecidos para monitorar Unidades de diferentes portes e em regiões diversas. Os números são monitorados diariamente pela Equipe de Consultoria de Campo para que a saúde da Operação seja preservada.

Estabelecer metas realistas e acompanhá-las diariamente é essencial para que a gestão remota seja eficiente. Apesar de esta estrutura ser fundamental em qualquer circunstância, uma atenção redobrada pode compensar a falta de contato presencial. Os números ajudam o gestor na identificação de problemas que podem não ser comunicados pela equipe.

A lista de apps no item 2 será útil!

5. Defina os papéis

O Franqueado compra o direito de uso da marca e do know how, mas também tem a responsabilidade do cumprimento dos processos. O Franqueador, por sua vez, se compromete a oferecer suporte às Unidades e cuidar do crescimento da Rede.

Neste esquema de parceria, um não sobrevive sem o outro e é importante que cada parte dê o melhor de si. Assim também acontece para outras empresas ou equipes.

A separação de papéis e responsabilidades é necessária também presencialmente, mas à distância, é o tipo de determinação que deve ser reforçada. Tarefas sem “pai ou mãe” tendem a ficar no “limbo” e provocar furos na entrega de projetos.

Quer saber mais sobre o modelo de Franquias Odontológicas? Então entre em contato com a nossa equipe agora mesmo!

Franquias odontológicas: conversão de consultório vale a pena?

Redes Sociais

Posts Relacionados

Como adquirir uma franquia OrthoDontic

Abrir uma franquia pode parecer um grande desafio, mas ao contar com o suporte e a expertise de uma marca consolidada como a da OrthoDontic, ...
Continue lendo →
Franquias

A Importância do treinamento e desenvolvimento para o sucesso de uma franquia

No Franchising, um treinamento eficiente faz a diferença para o negócio conquistar os resultados esperados. É nesse momento que a Rede transmite ao empreendedor o ...
Continue lendo →
Franquias

Franquia como oportunidade de mudança de carreira

Cada vez mais pessoas avaliam mudar de carreira, em busca de realização profissional e pessoal. Muitos são movidos pelo aspecto financeiro, pois se sentem estagnados ...
Continue lendo →
Rolar para cima

Usamos cookies para garantir a melhor experiência para você. Ao acessar nosso portal, você está de acordo com a nossa Política de Privacidade

cropped-simbolo-logo.png

DEIXE SEU NÚMERO E EM BREVE ENTRAREMOS EM CONTATO