Dentistas empreendedores faturam alto                   

Para se ter uma ideia do sucesso do empreendimento, a franquia faturou R$141 milhões em 2016, montante 50% maior que o ano anterior.

11/10/2017

E levam outros empreendedores a faturarem alto também!

É comum escutar queixas de dentistas quanto às dificuldades de manter uma clínica, prospectar clientes, ter uma empresa saudável! Como em tudo na vida, há sempre dois caminhos: seguir reclamando e ver o copo sempre meio vazio ou criar novas formas de negócio e enxergar o copo sempre meio cheio. Foi o que fizeram os dentistas Fernando Massi, Ana Lúcia de Souza Massi, Cláudia Consalter e Edmilson Antônio, proprietários da rede de franquias OrthoDontic.

Cansados de atuar para outros profissionais, ou mesmo de enfrentar dificuldades financeiras em clínicas próprias, eles pesquisaram fundo sobre negócios, solicitaram auxílio do Sebrae e criaram a OrthoDontic em 2002, em Londrina, no Paraná. Era o começo de uma “virada radical”. Para se ter uma ideia do sucesso do empreendimento, a franquia faturou R$141 milhões em 2016, montante 50% maior que o ano anterior. E tem sido sempre assim, ano após ano, um crescimento sustentável e perene.

15 anos depois do pontapé inicial, os sócios, que são também colegas de faculdade, celebram a expansão da OrthoDontic: já são 182 unidades no país. Fernando, Ana Lúcia, Cláudia e Edmilson não só deram uma guinada na própria vida como levaram outros empreendedores (dentistas ou não) a lucrar com a odontologia também. “Vimos um nicho de mercado interessante, estudamos o segmento a fundo e também o mundo dos negócios para criar algo com bases sólidas. Os números mostram que seguimos o caminho certo”, diz Fernando Massi.

Parte deste sucesso, diz ele, vem do fato da saúde ser uma área carente no Brasil. “É um bem necessário, mas nem todos têm acesso a ele”, destaca. Pesquisa encomendada pelo Conselho Federal de Odontologia, realizada pelo Datafolha em 2014, trouxe um retrato da odontologia no país.  98% dos brasileiros já foram alguma vez na vida ao dentista. Os outros 2%, que somam cerca de 3 milhões de pessoas, sequer sentaram uma vez em uma cadeira para tratamento odontológico.

Dentre as pessoas que vão ao dentista, 72% disseram que tem o hábito de visitar o especialista ao menos 1 vez por ano. São pessoas que buscam as clínicas em todo o país – ou o serviços público de saúde – com regularidade, um público-alvo grande a ser conquistado e fidelizado com bons atendimentos. Foi mirando este universo que a Orthodontic prosperou.

“Criamos um modelo de negócio com clínicas de alta performance, atendimento inteligente que não deixa o paciente esperando e elevado padrão de qualidade dos serviços. São diferenciais que tornam as clínicas altamente competitivas e lucrativas. A lucratividade média de cada unidade da Orthodontic gira em torno de R$ 40 mil por mês”, informa Massi.

Desde que abriu as portas, a empresa buscou oferecer um tratamento ortodôntico acessível a todos

Somado à gestão eficiente do negócio, ou seja, ter uma clínica norteada por conceitos empresariais. “Hoje somos referência em gestão de clínicas e prospecção ativa e fidelização de clientes”, celebra Massi.

Ele, os outros sócios e todos os franqueados da marca seguem crescendo em números de clientes atendidos, em faturamento e em alegria. “No primeiro trimestre deste ano, comemoramos mais uma alavancada no faturamento da rede. Foram R$ 37 milhões, uma elevação de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. É assim que seguimos prosperando e crescendo pelo país. Com uma gestão eficiente e acompanhamento frequente de todas as unidades franqueadas”, conclui o dentista empreendedor.

Notícias sobre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *