Cuidados com a Saúde Bucal ajudam a manter a imunidade em dia

Especialista dá 6 dicas de como manter a saúde bucal na quarentena e aumentar a imunidade

24/03/2020

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que mais de 335 mil pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus (COVID-19). O Dr. Edmilson Pelarigo, diretor clínico da OrthoDontic – maior Rede de Clínicas Ortodônticas do Brasil – afirma que manter a saúde bucal em dia pode ajudar a manter a atividade dos anticorpos e, por consequência, aumentar a resistência ao vírus.

Pelarigo alega que a boca está conectada às principais funcionalidades do corpo. “As bactérias alojadas na cavidade bucal podem se alastrar através da corrente sanguínea, comprometendo o funcionamento de órgãos vitais como o coração e do sistema imunológico.”, alerta o especialista.

Considerando estes fatores, separamos algumas dicas do especialista que são importantes para a manutenção da saúde da boca, do corpo e eficazes contra a contaminação.

1. Higienização

O período de quarentena muda a rotina e pode fazer com que alguns hábitos sejam negligenciados – como o de escovar os dentes. Sem higienização após as principais refeições, a boca se transforma em um ambiente favorável a proliferação bacteriana e viral.

Além da COVID-19, outros vírus e bactérias podem fragilizar o corpo ou resultar em doenças que exijam atendimento médico. Neste momento, o melhor é evitar os hospitais e o risco de contaminação.

2. Troque as escovas com frequência

Normalmente o período de utilização de uma escova de dentes não deve ultrapassar 90 dias. Esta é uma recomendação que vale mesmo sem considerarmos a epidemia de coronavírus. Além de acumular bactérias, as cerdas desgastadas comprometem a eficácia da escovação. Lembre-se de nunca compartilhar a sua escova!

3. Para evitar o coronavírus, não leve a mão ou objetos à boca

Esta é outra prática recomendada mesmo fora do cenário ocasionado pelo novo coronavírus. As mãos e objetos como canetas, óculos e embalagens ficam expostos a milhões de microrganismos nocivos ao corpo humano. A COVID-19 pode resistir por dias dependendo do tipo de superfície na qual está alojado.

Vale um cuidado especial com as crianças, sobretudo bebês na “fase oral”. Se não puder evitar mamadeiras, chupetas e mordedores, mantenha uma rotina rigorosa de higienização dos itens.

4. Quarentena de beijos

Os beijos na boca facilitam a transmissão direta de vírus e bactérias, mas beijos no rosto também podem ser perigosos em tempos de coronavírus. A saliva fica na superfície da pele e o vírus ganha fácil acesso aos olhos, narinas e boca – portas de entrada para o organismo.

5. Um copo por pessoa

Sabe aquele copinho com lugar reservado na boca do filtro? Neste caso a recomendação e a mesma do item sobre as escovas de dentes. Nenhum objeto levado à boca deve ser compartilhado. Lave muito bem todas as louças e separe copos e garrafinhas por pessoa da família.

6. Outras formas de evitar o coronavírus

• Lave as mãos e braços com água e sabão ou álcool em gel. Esfregue todos os cantinhos, inclusive na região entre os dedos – esfregue as unhas;

• Use o braço para cobrir o nariz e a boca ao tossir;

• Evite aglomerações e fique em casa a não ser que seja inevitável sair;

• Mantenha janelas abertas e ambientes ventilados;

• Mantenha higienizados com álcool em gel 70, objetos de uso frequente como celulares, maçanetas e válvulas do vaso sanitário;

• Higienize frutas, verduras e embalagens com água, sabão e bucha antes de consumi-los ou armazená-los;

• Não vá ao hospital a não ser que apresente sintomas agravados do coronavírus – falta de ar.

 

Agende Sua Avaliação

E comece seu tratamento agora mesmo.

AGENDAMENTO ONLINE

DEIXE SEU TELEFONEQUE LIGAMOS PRA VOCÊ.

NOTÍCIAS SOBRE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *