Treinamentos, o ponto de partida para o sucesso de uma franquia.

Da implantação de uma unidade até o seu funcionamento, os treinamentos devem ser constantes.

06/05/2019

Quem faz parte do Franchising sabe que a capacitação e os treinamentos são de extrema importância, desde a implantação assim como durante a operação de uma Unidade Franqueada.

Em linhas gerais, os treinamentos têm por função capacitar o Franqueado para a gestão de sua Unidade, ensinar a ele e a equipe os aspectos operacionais da Franquia, reproduzindo o modelo de negócio para manter a padronização dos processos. Franquia nada mais é que replicar um modelo de sucesso e, para isso, é preciso aprender como este modelo funciona.

No treinamento inicial o Franqueado deve receber as informações sobre a operacionalização e gestão da Franquia. É fundamental entender cada etapa do processo neste treinamento, tirando todas as dúvidas que surgirem. Ao final desta capacitação, o Franqueado deverá conhecer em detalhes o padrão da Rede e seu modo de operação, assim como os valores e a cultura da empresa.

A OrthoDontic leva esse assunto a sério e acredita que a capacitação deve seguir durante toda a parceria, porém cada Franquia possui sua programação de treinamento. Os treinamentos podem ter diferentes objetivos: capacitação dos colaboradores, reciclagem dos Franqueados, treinar para uma nova tecnologia adquirida, relembrar os processos. Ao longo do ano, a agenda de treinamentos cumpre com estes papeis, mantendo a eficiência das unidades Franqueadas.

Notícias sobre

3 respostas para “Treinamentos, o ponto de partida para o sucesso de uma franquia.”

  1. Claudete Montanha Pereira disse:

    Precisamos atualizar, conforme comentários, Para estar aptos de concorrer no mercado.
    Responder necessidades da população.

    • OrthoDontic Franchising disse:

      Olá Claudete. É hora de se atualizar para permanecer em um mercado altamente competitivo.
      O diferencial para o desenvolvimento de qualquer profissional não é está baseado somente nas competências técnicas, mas na combinação do técnico com o comportamental (autoconhecimento, da identificação de seus motivadores, seus medos básicos e como neutralizá-los, seus pontos fortes, seus limitadores e identificação de pontos de desenvolvimento). Pois todo profissional tem por no mínimo a obrigação do conhecimento técnico.
      Os diferenciais competitivos somente tem valor, quando o mercado consumidor percebe estas vantagens. Por isso, além de possuir estes diferenciais, precisamos divulgá-los de forma adequada. Diferenciais não divulgados tornam-se desconhecidos nas mentes dos consumidores.
      Um grande abraço, é sempre bom conversar contigo.

  2. Claudete Montanha Pereira disse:

    Precisamos atualizar, conforme comentários, Para estar aptos de concorrer no mercado.
    Responder necessidades da população.
    oi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *